Recents in Beach

header ads

MPB, Rap e Rock nos 459 anos da cidade de São Paulo

ZeliaDuncan (36)

Para comemorar os 459 anos da Cidade de São Paulo, ontem dia 25 de Janeiro rolou no Vale do Anhangabaú um show gratuito para todos os gostos.
De MPB, passando pelo Rap e Rock, as bandas fizeram a festa para o público que lotou a cidade, mesmo debaixo de pancadas de chuva.

Zélia Duncan abriu a comemoração, cantando músicas de seu Álbum ¨Tudo Esclarecido", que faz uma homenagem ao 10 anos da morte de Itamar Assumpção. Cássia Eller foi lembrada com muita saudade na canção "Quando o Segundo Sol Chegar". No repertório também entrou "Pagu", música da Rita Lee, que Zélia ofereceu a todos os homens que tratam bem suas mulheres, se referindo a grande quantidade de violência contra a mulher que ainda existe no País.

Criolo e Emicida foram a segunda apresentação do dia. Por volta das 17.30h cantaram durante 1 hora, ovacionados pelos fãs que mesmo debaixo de uma pancada de chuva não arredaram o pé de lá.
Os rappers tocaram sucessos de seus repertórios e ainda lembraram o encontro que tiveram, em 2006, na Rinha dos MCs, festa organizada por Criolo e DJ DanDan.

Arnaldo Antunes sobe ao palco em seguida, com o repertório de seu show Acústico MTV, tocou "Comida", sucesso dos Titãs, "Passe em Casa" composição sua com parceria dos "Tribalistas", e a inédita "Ligado À você".
Arnaldo também se juntou aos fãs na canção "Socorro" . Desceu do palco, cantou, abraçou, e posou para fotos.

Rita Lee encerrou o evento com mais de 1 hora de atraso, debaixo de uma chuva fina, mas com um público absolutamente empolgado. Cantou hits de sua carreira como "Agora só falta você", "Doce Vampiro", "Banheira de Espuma" entre outros.
Falou da sua paixão por São Paulo, sempre morou aqui, já ameaçou se mudar mas nunca teve coragem. "Dizem que São Paulo não pára. E não é para parar mesmo, porque São Paulo é do c*** ", completou. Ainda mandou um recado para o novo prefeito, Fernando Haddad, que estava assistindo ao show, para ele cuidar direitinho da cidade.
Na canção "Ovelha Negra", lembrou de suas vindas ao Centro quando criança, e hoje a cidade está suja, largada e violenta. São Paulo, disse ela, é a Ovelha Negra do Brasil. Entra governo, sai governo e nada muda, critíca.
Esbanjando simpatia, Rita foi a beira do palco diversas vezes, interagindo com todos que estavam na frente.
No bis, entrou com uma fantasia de cobra, para tocar a última música "Erva Venenosa".
A banda se despediu embaixo de muitos aplausos e Rita ainda ganhou um buquê de flores em cima do palco.
Esse foi o primeiro show da roqueira após sua declaração de aposentadoria, em 2012.

ZeliaDuncan (1.) (16) - Cópia ZeliaDuncan (1.) (18) - Cópia ZeliaDuncan (1.) (20) - Cópia ZeliaDuncan (1.) (34) Criolo (26) Criolo (39) Criolo (43) Criolo (66) Criolo (74) ArnaldoAntunes (4) ArnaldoAntunes (8) ArnaldoAntunes (18) ArnaldoAntunes (22) RitaLee (18) RitaLee (36) RitaLee (42) RitaLee (57) RitaLee (72) RitaLee (82) RitaLee (102) RitaLee (218)