Recents in Beach

header ads

Rock n´Roll na 10ª edição da Virada Cultural:






Para o Rock na Mochila, a Virada Cultural começou às 18h do Sábado, dia 15 de Maio, no palco Júlio Prestes, onde o Ira! foi a primeira banda a se apresentar. 

Um show mais do que Especial, afinal marcou o retorno da banda após um hiato de 07 anos.
O público que lotou o espaço pode conferir Nasi, Edgard Scandurra, Ricardo Gaspa ( no lugar do baterista André Jung), Evaristo Pádua e Daniel Rocha (filho de Scandurra) tocando seus maiores clássicos como Tarde Vazia, Flores em Você, Tolices, Envelheço na Cidade, Longe de Tudo, É assim que me Querem, entre outros.




Após o show, o Rock continuava no palco São João. No meio do caminho, passamos pelo palco Arouche no momento em que a cantora Rosanah agradecia seu cabelereiro pelo penteado lindo, feito especialmente para sua apresentação.




Voltando a nossa programação normal, a banda Golpe de Estado se apresentou às 21h no palco São João prestando uma belíssima homenagem ao guitarrista Hélcio Aguirra, falecido há 04 meses.
A apresentação contou com vários convidados especiais, os guitarrista João Luiz Braghetta, Fausto Celestino, André Christovam, Xando Zupo (banda Pedra), Xande (vocalista e guitarrista do Baanga), Soneca (baixista do Baranga), Rogerio Fernandes (ex Golpe de Estado e vocalista atual do Carro Bomba) e o Calanca (dono da loa Baratos Afins) que além de cantar, também filmou o show.
A viúva de Hélcio, Jane Lopes, muito emocionada subiu ao palco e agradeceu a todos. "Não vamos deixar o Helcio morrer de novo" !
No final, reverenciado pelo baixista Nelson Brito, Tadeu Dias foi oficialmente apresentado como o novo guitarrista da banda. Após o show, ele disse estar muito emocionado e honrado com o pedido, e irá conciliar as apresentações do Golpe de Estado com sua atual banda, Oitão.




Uriah Heep, banda mais esperada desse palco que veio com a formação Bernie Shaw (vocalista desde 86), Mick Box (guitarrista - formação original de 69), Phil Lanzon (tecladista desde 86), Russel Gilbrook (baterista desde 2007) e Davey Rimmer (baixista que entrou no lugar de Trevor Bolder, falecido ano passado) entrou com meia hora de atraso o que mal foi percebido pelo público que o aguardava. E eles também nem se importaram com alguns problemas técnicos como microfonia, durante a apresentação.
Hipnotizados, cantaram, vibraram e aplaudiram do inicio ao fim.
Carismático, o vocalista Bernie Shaw sorriu e agradeceu ao público diversas vezes.
No setlist, os clássicos Against the Odds, Gypsy, July Morning e no bis, Easy Livin.
Um show histórico para os fãs, com direito até a bolo e champanhe no palco para comemorarem o aniversário de Gilbrook.





Mark Farner, vocalista  e guitarrista do Grand Funk Railroad também conquistou o público com seus clássicos, iniciando com Are you Ready, passando por - entre outros -  Paranoid, Into the Sun, The Loco-Motion, e encerrando com I'm Your Captain (Closer to Home).
O músico de 65 anos mostrou estar em plena forma, dançando e rebolando o tempo inteiro, colocou os fãs para dançarem também,  fazendo uma das apresentações mais agitadas e aimadas desse palco.





Secret Chiefs 3, banda instrumental liderada por Trey Spruance (que tocou no primeiro disco do Faith no More e na banda Mr. Bungle), subiu no palco com seus conhecidos hooded robes (tipo de uma túnica), e fizeram uma apresentação impecável, com direito a teclado e solos de violino.
Mesclando surf musIc, death metal, música árabe,  eletrônica, o set list contou com as canções, entre outras, Personae: Halloween (cover de John Carpenter), Toccata, Sophia´s Theme, Saptarshi arrancando muito aplauso do público presente.
Após a apresentação, pudemos conferir o carisma e simplicidade de Trey Spruance no backstage.
Para quem não conhece essa banda, vale muito a pena dar uma conferida.