Recents in Beach

header ads

Páscoa, pets e chocolate combinam?








A Páscoa está chegando e sempre vale lembrar que chocolate "de humano" é extremamente proibido para os nossos pets.

Pensando nisso, a Dra Bianca Bennati, veterinária da clínica SPet, parceira da Cobasi, esclareceu algumas dúvidas sobre o assunto:

- Quais os malefícios que o chocolate pode causar para cães e gatos.
            Todos os chocolates possuem em sua composição teobromina, que é tóxico para os cães e gatos, a diferença entre os tipos de chocolate é a concentração da mesma, que é maior no chocolate amargo e menor no chocolate branco.
            Se ingerido em pequenas quantidades, o animal pode apresentar agitação/hiperatividade, vômito, diarreia, aumento na ingestão de água e frequência urinária, em alguns casos o animal pode apresentar distensão abdominal.

Em casos mais graves além dos sinais anteriores o animal também pode apresentar tremores, convulsões, aumento na pressão sanguínea, alterações na frequência do batimento cardíaco e tremores musculares. A ingestão de 360 gramas de chocolate ao leite pode ser fatal para um animal de 5 kg.



- O que fazer caso o animal coma chocolate.
            Avaliar quanto chocolate, qual tipo foi ingerido e levar ao veterinário o quanto antes. Essa informação será importante para definir o tratamento, dependendo do tipo e do tempo em que foi ingerido pode ser necessário uma intervenção mais intensa ou invasiva como uma lavagem estomacal ou um tratamento suporte para casos mais brandos.



- Todos os doces fazem mal ao animal ou somente o chocolate.

            A maioria dos doces costumeiramente consumidos são compostos de gordura e açúcar em excesso. Os animais conseguem digerir pequenas quantidades de gordura e açúcar pois seu metabolismo é diferente do nosso, possuem um intestino menor com uma diferença na produção de enzimas digestivas, sendo sensíveis a excesso de gorduras e açúcar. Eles são mais suscetíveis a doenças, devido a isso, se ingerirem nossos alimentos, por exemplo, um pão com manteiga, pode causar uma inflamação no pâncreas, gerando um quadro agudo de dor, vômito e diarreia. O excesso de gordura pode causar alterações no sangue e no sistema nervoso central, podendo causar convulsão. Além disso alguns doces podem conter algum componente tóxico para animais como café ou alguma noz.

- Qual o efeito do excesso de açúcar no organismo do cão
            O excesso de açúcar no organismo pode causar diabetes, além disso a fim de tentar diminuir a glicemia do sangue o pâncreas começa a produzir mais insulina e pode inflamar, causando um quadro de inflamação aguda, gerando um quadro de dor, vômito e diarreia. Por ser bem mais calórico o consumo constante de açúcar pode desencadear obesidade, gerando então problemas articulares, cardíacos, respiratórios, endócrinos, etc.

- Os chocolates para animais são realmente seguros
            Os produtos oferecidos no mercado pet são seguros, são doces como bolos, sorvetes, chocolates entre outros específicos para cães, esses produtos simulam o gosto e aspecto do chocolate, mas são produzidos com matérias primas seguras para eles. Não possuindo nem composto tóxico em sua composição, com o controle de açúcar e gordura na sua formulação. Como os gatos são animais estritamente carnívoros no mercado existem algumas gelatinas e alguns cremes para lamber, mas eles geralmente se contentam com sachê ou um petisco próprio.


- Quantidade ideal de chocolate para cães que devem ser oferecidos

            A quantidade vai variar com o peso do animal e a marca do chocolate ou doce. Sendo necessário seguir a recomendação do fabricante, impressa na embalagem.



Agora já sabem, não oferecer chocolates para os peludos, guardá-los em local seguro, e com tantos "chocolates fake", não é desculpa para não incluí-los na Páscoa e em outras comemorações.